Sobre o IV CONGEC

Os encontros com o Clero, funcionários da Cúria Metropolitana e Secretários Paroquiais, realizados, a partir de 2008, derivaram para uma experiência na dimensão formativa, realizada de modo mais sistemático e permanente, que se denominou, posteriormente, no âmbito da Arquidiocese da Paraíba, de "Um salto para a qualidade".

A implantação deste programa na Arquidiocese da Paraíba teve como principal objetivo o despertar do talento e aprimoramento das competências pessoais dos colaboradores da Cúria e das Paróquias, através da promoção da capacitação permanente desses servidores como requisito de sua valorização. Contribuir de forma decisiva para o desenvolvimento e aquisição de novas competências pelos funcionários e a elevação dos níveis de qualidade, sempre visando à eficiência e à eficácia em busca da excelência dos serviços prestados pela Igreja ao Povo de Deus é um desafio e ao mesmo tempo um estímulo para esta instituição.

Somem-se a este ambiente desafiador, a alta complexidade organizacional, patrimonial e de funcionamento operacional, que envolve ministérios, pastorais e serviços especializados. Por isso as instituições religiosas apresentam alta complexidade administrativa, jurídica e contábil e sofrem demandas de ordem técnica operacional e de ordem funcional.

Da consciência dessas demandas, nasceu a necessidade de ouvir pessoas experientes em alguns setores específicos, bem como se tornou imperativa uma reflexão ampla e profunda gerada pela própria Igreja, com a finalidade de provocar uma mudança nas rotinas da vida paroquial, imprescindível a uma resposta adequada a essa realidade em que se encontra inserida a Igreja.

Para que se efetivasse a mudança, seria primordial a disseminação dos conhecimentos e a partilha das experiências e, assim a Arquidiocese construiu parcerias, que apoiaram e ajudaram no custeio dos gastos necessários à realização do evento, convidou especialistas, mobilizou as pessoas envolvidas nos serviços da Igreja com a finalidade de concretizar o propósito. Esta iniciativa recebeu a denominação de Congresso de Gestão Eclesial.